Construção de 20 novas creches em Niterói

Em todo início de ano letivo, mães de crianças de até cinco anos de idade passam pela mesma dificuldade para conseguir vaga para seus filhos em escolas de educação infantil.

Esta é uma idade crucial para o bom desenvolvimento educacional das crianças. Além disso, as mães trabalhadoras precisam deixar seus filhos em local seguro, com bons profissionais e ter a garantia que podem ir para o seu local de trabalho sem preocupações.

Niterói desenvolve, desde 1994, o programa Criança na Creche, criado na gestão do Prefeito João Sampaio (PDT), falecido em 2011. O programa foi montado nas mesmas bases do Programa Médico de Família, através de convênio com as Associações de Moradores. E realiza, ainda hoje, um trabalho assistencial nas comunidades locais.

Quando visitei a comunidade do Cavalão, em São Francisco, no sábado (18), conheci mais de perto o trabalho realizado pela Creche Comunitária Irmã Catarina. Conheci a senhora Maria de Fátima, que assim como outras mães da localidade, precisa deixar seus filhos na unidade para ir trabalhar.

Como prefeito, quero aumentar o número de creches na cidade para suprir essa demanda de vagas que ainda é uma realidade em Niterói. Vou trabalhar para ampliar em 4 mil o número de vagas para crianças do zero aos seis anos no programa de creches com berçário, construindo 20 novas unidades na cidade. Além de ampliar o número de creches que funcionam em horário integral. Quero zerar o déficit para as crianças entre 3 e 5 anos.

Garantir esse direito para essas mães é extremamente importante e nossas crianças merecem educação com qualidade!

 

A municipalização do Caio Martins

O Complexo Esportivo Caio Martins já serviu de cenário para grandes disputas nacionais das mais diversas modalidades esportivas. No entanto, está há décadas sem passar por obras de modernização e sua estrutura não pode mais ser utilizada para competições profissionais. Hoje, é muito usado por crianças e adolescentes que usufruem, gratuitamente, de aulas de iniciação à prática esportiva.

O Caio Martins é um ponto central da cidade e de vital importância na formação de atletas. Por isso, vou criar um programa de apoio aos nossos esportistas. Além de valorizar todas as dimensões do esporte: amador (através das respectivas ligas, clubes e demais organizações), recreativo, paraolímpico e não-olímpico.

Como prefeito, quero municipalizar o Caio Martins. É preciso torná-lo um espaço público para melhor uso dos niteroienses. Irei trabalhar para que o espaço seja modernizado, com uma nova estrutura que permita ser utilizada para competições profissionais.

O Caio Martins é importante para o esporte, para a cidade e faz parte da nossa história. Essa reconquista é um direito dos niteroienses!

Atenção às crianças em risco social

Hoje, realizei uma panfletagem no Centro de Niterói. Logo pela manhã bem cedo, conversei com vários eleitores em frente à Estação das Barcas na Praça Arariboia.

A receptividade foi muito boa e durante a atividade encontrei muitos conhecidos e eleitores antigos que vieram demonstrar apoio à candidatura.

Em seguida, fui para frente do Centro Comercial José Carreteiro que fica em frente ao Terminal João Goulart. Ali encontrei Antônio Chantre, um dos comerciantes que fez questão de falar comigo e mostrar sua confiança no meu trabalho.

Lá, eu também conversei com Andrea Maria da Conceição. Andrea veio me perguntar sobre algumas de minhas propostas para as crianças em situação de risco. Ela mostrou-se preocupada em como ocupar o horário livre das crianças.

“A criança ocupada não tem tempo para se dedicar ao tráfico. Quando eu pergunto se elas querem ser do bem ou do mal, todas querem ser do bem. O que falta mesmo é oportunidade e incentivo do poder público para elas fazerem a escolha certa”

Eu garanti a ela que esse tema já faz parte do meu programa de Governo. Eu quero ocupar o tempo das crianças com atividades extracurriculares. Uma das propostas é ampliar o Programa de Iniciação Esportiva, de forma a atender todas as regiões da cidade.

Algumas ideias já apareceram em encontros realizados nesta campanha. Uma delas é investir mais no Projeto Nomes de caráter esportivo e ampliá-lo agregando também projetos culturais. Isto vai permitir que nossos talentos dos setores do Esporte e da Cultura transmitam seu conhecimento para os nossos alunos da rede municipal.

Outra proposta é transformar o Caio Martins em um grande centro de esportivo que atenda a população de Niterói, principalmente as crianças.

Após me ouvir com atenção, Andrea fez um comentário que me deixou  bastante contente.

“Você conquistou o meu voto, sabe por quê? Porque você é diferente dos outros candidatos. Fala olhando nos olhos e passa confiança no que está dizendo. Eu confio em você e vou falar de você para quem eu conheço”

Obrigado pela confiança, Andrea. Até a vitória!

Os movimentos culturais devem ser valorizados

Niterói é uma das cidades com maior vocação cultural do Brasil e, sem dúvidas, precisamos incentivar e fortalecer ainda mais esse potencial. Garantir espaços para diversas manifestações, estímulo à criação de casas, centros e lonas culturais. Pretendo diversificar a política cultural e, além disso, levá-la para todas as regiões da cidade.

Ao longo da minha trajetória política, sempre defendi ações e projetos que valorizam nossa cultura e nossos artistas. O festival Arariboia Rock é um bom exemplo. O movimento foi criado por um grupo independente, formado por bandas de rock dos municípios localizados deste lado da baía de Guanabara, com o objetivo de fortalecer o cenário musical da cidade e garantir mais espaço às bandas locais.

Sempre apoiei o evento e é assim desde 2004, quando o produtor cultural e meu amigo Pedro de Luna, me procurou na Secretaria das Praias Oceânicas. Esta parceria deu origem a outras como as lutas pela preservação do Cinema Icaraí e pela reabertura da Estação Cantareira, símbolos da nossa cultura.

Este ano acontece mais um festival do grupo e me comprometi, ainda no primeiro semestre, a apoiá-los novamente ajudando a encontrar um local para o evento, que acontece entre 30 de novembro e 1 de dezembro.

Na última quarta-feira (22), me reuni com membros do coletivo. Concordamos que Niterói precisa de um espaço adequado para movimentos culturais como o Arariboia Rock. E relembramos uma antiga proposta apresentada por Pedro que é a aquisição de um ônibus da cultura, para que os artistas locais possam viajar pelo país divulgando a arte de Niterói. Disse ao grupo que quero criar uma agenda para que os músicos da cidade se apresentem com mais frequência e com toda a infraestrutura. 

A proposta é fazer do Teatro Popular o espaço para valorizar os artistas da cidade, inclusive nossa nova geração de músicos, que precisam de mais oportunidades para mostrarem seu trabalho. Por isso, como prefeito, vou garantir que a gestão do Teatro Popular seja feita pelos movimentos culturais da cidade. Vamos prestigiar o que é nosso. O niteroiense sabe fazer cultura de qualidade!

Minha tarde com Clara

Hoje tive o prazer da companhia da minha filha mais velha Clara durante parte do meu dia de atividades. Como sabem, essa campanha não tem me permitido ter muito tempo com a minha família, causando uma saudade muito grande principalmente nas crianças.

A alternativa hoje foi levar uma delas ao meu encontro. Ela participou comigo de um almoço em Várzea das Moças e uma reunião em Jurujuba. Entre um evento e outro ela ia apontando as placas da campanha que via na rua: “Olha lá o papai!” Um barato!

Em Jurujuba, ela brincou com outras crianças e falou com os moradores. Cheguei a colocá-la dentro de um barco de pescador. Ela gostou.

A participação da minha família nas campanhas sempre foi uma tradição. Eles sempre foram muito presentes. Minha mãe, por exemplo, sempre faz panfletagem para mim. Ontem, ela e Graziela estavam comigo me ajudando, conversando com as pessoas na rua. Eu conheci a Grazi assim durante a campanha de 2000. Nós panfletávamos juntos.

Eu me sinto muito grato pelo carinho deles

.

 

 

 

 

 

Em Jurujuba, moradora pede a regularização da posse das moradias

Durante a visita à comunidade do Cascarejo, em Jurujuba, a moradora Fátima Neves, me pediu para retomar o programa de regularização da posse de terra dos moradores da comunidade.

“Nós lutamos há muitos anos pelo direito à moradia. Peço para que você ao entrar olhe para nossa comunidade e nos ajude a regularizar a nossa situação”, ela disse.

Enquanto secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, eu estava debruçado sobre o projeto de urbanização das comunidades pesqueiras do Estado que também contempla Jurujuba. E a questão de regularização da posse das moradias era um dos itens. As diretrizes que usamos foram as mesmas presentes no Projeto Orla.

O Projeto Orla é uma ação do governo federal, elaborado em conjunto com vários órgãos federais, estaduais, municipais e entidades de representação dos moradores que contemplou várias cidades do Brasil e Niterói foi uma delas.

Ao assumir a Prefeitura, vou trabalhar para tirar do papel o Projeto Orla e regularizar a situação desses moradores. A proposta, inclusive, já faz parte do meu Programa de Governo.

Programação do fim de semana

Panfletagem

Sábado – 25/8/12 às 9:00

Praia de Icaraí

1º ponto – Miguel de Frias 

2º ponto Lopes Trovão

3º ponto – São Judas Tadeu

Moreira Cesar

1º ponto – Pereira da Silva

2º ponto – Lopes Trovão

3º ponto – Otavio Carneiro

Gavião Peixoto

1º ponto – Pereira da Silva

2º ponto – Lopes Trovão

3º ponto – Otavio Carneiro

Roberto Silveira

1º ponto – saída do túnel 

2º ponto – Lopes Trovão (feira livre)

3º ponto – Paulo Cezar (posto de Gasolina)

Largo do Marrão

1º ponto –  De Marré

Salesianos

Largo da Batalha

 

50 anos do Coral do CEN

O Coral do Centro Educacional de Niterói (CEN) está completando 50 anos em 2012. Fundado pelo professor e maestro Ermano de Sá em 1962, o grupo já se apresentou em diversas salas de concertos, rádios, emissoras de televisão, encontros e concursos. O Coral do CEN, regido atualmente por Luiz Carlos F. Peçanha, é uma peça importante no desenvolvimento dos jovens e um símbolo para a cultura de Niterói.

Foi à frente do Coral do CEN que o maestro Ermano tornou-se um dos principais regentes de corais do Brasil. Em 2006, ele foi homenageado na Câmara Municipal com o Título de Cidadão Niteroiense.

Eu cursei todo o ensino médio no Centro Educacional. Nessa época, assumi a presidência do grêmio estudantil, que conquistou diversas melhorias para os alunos da escola. Organizei o Cine CEN e a Rádio de Pilha, com recursos do grêmio. O Centro marcou minha vida por ser uma escola de referência, que valoriza a criatividade e versatilidade dos estudantes através dos esportes, das artes e do ensino, incluindo, em sua grade, matérias diferenciadas.

Lembro, também, da emoção que Ermano sentia ao conduzir o Coral. Em mais de 40 anos de atividade, sempre encarou o canto como uma importante atividade complementar à formação dos alunos.

Nunca existiu qualquer tipo de seleção para ingressar no grupo. O aluno, com ou sem experiência em canto, sempre teve a oportunidade de participar. A técnica para se expressar melhor na música acontece durante os ensaios, de forma própria e cautelosa.

Dias atrás estive reunido com os integrantes do Projeto Nomes e assumi o compromisso de ampliar o projeto também para área da cultura musical. Quero homenagear o maestro Ermano, que realiza um belo trabalho, levando sua experiência em canto para as crianças da rede pública de ensino.

Tradicionalmente, o Projeto Nomes dá oportunidade da prática de atividades físicas a pessoas de todas as idades em todas as regiões da cidade. O projeto é dividido em núcleos, e cada núcleo atende uma determinada demanda de público. Sei da importância desses projetos para Niterói e, por isso, assumi o compromisso de continuar investindo no Projeto Nomes.

Em tempo: em outubro, entra em cartaz na Sala Carlos Couto (anexo do Teatro Municipal de Niterói) a exposição ‘Coral do Centro Educacional de Niterói: contando e cantando os 50 anos do CEN’. Vale a pena conferir!

Agenda Felipe Prefeito 12 – 03/08

Acompanhe minha agenda desta sexta (03)

08h – Reunião com Equipe de Comunicação

14h – Gravação de Programa Eleitoral

18h – Missa de Sétimo Dia do doutor Mário Picanço – Capela do São Vicente de Paulo, em Icaraí

19h – Corpo a corpo na Moreira Cesar

20h30 – Reunião com eleitores do candidato a vereador João Carlos, em Icaraí

21h30 – Festa junina no Cafubá – Rua 415, em companhia do candidato a
Vereador José Vicente

22h30 – Aniversário no Bar Itália – Charitas

No sábado (04), às 09h30 tem caminhada e encontro com eleitores do Cubango e Viçoso Jardim. O ponto de encontro é no Trevo de Viçoso. Domingo (05), às 09h tem caminhada e encontro com eleitores do Viradouro e Beltrão. Ponto de encontro no final da Rua Mario Vianna no ponto final do ônibus 53.

Rumo à vitória!

Um abraço,
Felipe Peixoto