Projeto para reaquecer atividade pesqueira e offshore no Leste Fluminense

A equipe da secretaria está trabalhando em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisa Hidroviária para a elaboração de um projeto que devolva o calado para o Porto de Niterói e o Centro Integrado de Pesca Artesanal (Cipar) de forma que as embarcações voltem a circular naquela região.

Para quem não conhece, o Porto de Niterói é aquela região que se vê na chegada da ponte Rio-Niterói. Já o Cipar pode ser visto no acesso à BR 101 entre Barreto e São Gonçalo. As enseadas dessa região estão criticamente assoreadas. Há pontos onde a profundidade é de apenas 30 centímetros.

Nossa meta é que esses trechos tenham até 12 metros de profundidade. No momento, estamos realizando um estudo para diagnosticar qual o melhor tipo de obra a ser feita e o seu custo. Será através do estudo que saberemos como ocorre o movimento das marés e o acúmulo de sedimentos na região.

Já identificamos que um dos motivos para o assoreamento do Porto de Niterói é o material proveniente do Rio Alameda. Por isso, já incluímos no projeto um estudo para um novo sistema de dragagem do rio para que os sedimentos sejam retirados antes de chegarem ao mar.

Uma outra proposta levantada, mas que ainda não temos certeza da sua viabilidade, é a construção de um canal em torno da Ilha da Conceição. Isso faria com o bairro voltasse a ser uma ilha. Técnicos do Instituto acreditam que a falta de circulação das marés acelerou o assoreamento no Porto. A obra indicada seria semelhante ao que está sendo feito no Canal do Cunha na Ilha do Fundão.

O grande legado desse trabalho será a revitalização das enseadas que apresentarão as condições ideais para o reaquecimento da atividade pesqueira e de offshore no Leste Fluminense.

Postado em Secretaria de Desenvolvimento Regional e tageado com , , , , , por Felipe Peixoto. Favorite o link.

Sobre Felipe Peixoto

Sou Felipe Peixoto, niteroiense com muito orgulho, casado com Graziela, pai de Clara e Mariana e vice-presidente do PSB. Tenho 40 anos, todos eles vividos em Niterói. Minha paixão pela política vem desde a infância. Comecei bem cedo, aos 9 anos, instalando na garagem da minha casa, no Pé Pequeno, em Niterói, um comitê mirim para a campanha de Darcy Ribeiro a governador do Estado do Rio em 1986. Adquiri muitas experiências ao longo desses 30 anos, 18 deles dedicados ao serviço público, e todos essenciais para o meu amadurecimento e preparo para seguir firme, adiante, na luta em defesa por melhorias da qualidade de vida da população. Conheça mais sobre minha trajetória no meu site: www.felipepeixoto.com.br. Acompanhe lá detalhes das leis que apresentei na Assembleia Legislativa do Estado do Rio e na Câmara Municipal de Niterói, cidade onde nasci, sempre vivi e escolhi para continuar com minha caminhada, servindo ao povo e criando minhas filhas.

Um comentário em “Projeto para reaquecer atividade pesqueira e offshore no Leste Fluminense

  1. Estamos fazendo a modelo reduzido na escala 1/2000 desta região, na escola municipal Villa-Lobos, da Ilha da Conceição, no programa de educação ambiental da CLIN, a qual temos a honra de colocarmos a disposição para ajudar com a visualização da área. Uma pena não poder anexar uma foto aqui, para ver o nível técnico. Nas visitas que fizemos com os alunos no bairro, além de perceber o dano ambiental decorrente do aterro na entrada da ilha, favorecendo inundações no Fonseca e assoreamento do canal de navegação, percebemos também o grande numero de sucatas de navios, que poderiam ser usados para fazer viveiros de peixes, atração para mergulhadores ou ainda, áreas de lazer. Ouvi dizer ser que um deles serve de piscina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *