Quatro anos de Bilhete Único: uma vitória na mobilidade do Estado

Um cartão capaz de reduzir os custos de uma passagem, aumentar os índices de empregabilidade, gerar economia e atingir a marca de 2,4 milhões de usuários. O Bilhete Único, benefício tarifário lançado e mantido pelo Governo do Estado desde 2010, tem sido um aliado e tanto na vida dos trabalhadores e, em 2014, comemora quatro anos de resultados bastante expressivos.

Até agora utilizado em mais de 1,3 bilhão de viagens, com geração de economia de R$ 1,5 bilhão à população do Grande Rio, o Bilhete Único é um serviço que tem contribuído, e muito, com o acesso às ofertas de emprego para moradores mais afastados do Centro.

Uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV) comprova isso. Com a redução de custos com transporte proposta pelo programa estadual, os empregadores têm deixado de selecionar seus funcionários a partir do local onde residem, o que dá mais equilíbrio na distribuição de oportunidades entre moradores de diferentes regiões.

Todas essas vantagens permitiram ao Governo do Estado ser premiado no 59º Congresso de Mobilidade e Exibição dos Transportes nas Cidades, em Dubai, em 2011, e receber, com o Bilhete Único, o título de Melhor Programa de Transporte Público da América Latina, na categoria Introdução a Novas Políticas de Transportes.

Não bastasse a premiação, o Massachusetts Institute of Tecnology (MIT) e o Banco Mundial reconheceram o Bilhete Único Intermunicipal do Rio como uma boa prática na área de subsídio ao atendimento social. Duas grandes conquistas!

O Bilhete único é, de fato, uma das vitórias da mobilidade no Rio de Janeiro. Com ele, quem depende de até duas conduções em seus deslocamentos de ida e volta de casa ao trabalho, num intervalo de duas horas e meia, pode ter uma boa economia que fará grande diferença no orçamento. E no bolso.

Já está valendo o Bilhete Único de Niterói

Começou a valer hoje o Bilhete Único de Niterói. O sistema é um benefício ao trabalhador da cidade que terá a oportunidade de poupar o salário ao pagar apenas uma passagem no deslocamento dentro do município com a utilização de dois ônibus em sequência. Com mais dinheiro sobrando, as pessoas poderão investir em outras realizações pessoais e ativar economia local.
A iniciativa da Prefeitura de Niterói vem somar ao projeto municipal de ordenamento do trânsito que prevê faixas exclusivas de ônibus, mudança de trajetos, terminais de integração e menos coletivos em circulação. Indicações previstas no “Plano de Melhorias para o Sistema Viário, Trânsito e Transporte Público”, conhecido também como Projeto Lerner.
Quando era vereador, abracei a causa da melhoria do trânsito e defendi as sugestões do plano. Lá estão propostas para modernizar o sistema viário e de transporte nas quais acredito. Nesse contexto, o Bilhete Único municipal aparece como mais um ganho para os niteroienses. Ele funciona como um incentivo para a população usar menos os automóveis e mais o transporte público.
Os moradores de Niterói ainda contarão com a facilidade de usar o mesmo cartão para usufruir do Bilhete Único estadual e o Bilhete Único Carioca, basta realizar o cadastro nas três modalidades.