Conhecendo o Projeto Mais Leitura

Recentemente comentei em um artigo sobre o Projeto Mais Leitura, iniciativa muito interessante promovida pela Imprensa Oficial do Estado, que propõe a venda de livros novos a preços populares. Pude saber mais sobre essa ideia durante o 4º Salão da Leitura de Niterói, que aconteceu em junho, no Caminho Niemeyer.

Cada estande, com 48 metros quadrados, tem capacidade para mais de 10 mil livros e 700 títulos. O área conta com expositores, computadores e balcões. No “lojão”, como ficou conhecido o espaço, são vendidos livros novos que podem variar entre R$ 2 e R$ 4. Tem pra todos os gostos e todas as idades.

A média de venda é de 15 mil livros por mês em cada unidade. E mais de 100 mil cidadãos são titulares do “Cartão do Leitor”, que garante um “livro-brinde” a cada 10 livros comprados. Ao todo, foram mais de 2 milhões de títulos vendidos, publicados por 40 editoras associadas.

O Mais Leitura deu tão certo que tem se espalhado pelo estado. O projeto, que tem uma versão itinerante, já passou por 50 municípios do estado, além das agências fixas em Niterói, no Bay Market; e nas unidades do Rio Poupa Tempo de São Gonçalo, Bangu, São João de Meriti. Uma grande proposta de democratização do acesso à leitura. Uma ideia que merece ser conhecida e reconhecida.