Minha indicação à vice-governadoria do Estado

Ontem, durante a reunião do diretório estadual do PDT, foi aprovado o indicativo de manutenção da aliança firmada entre o nosso partido e o PMDB, garantindo poderes para a executiva estadual concluir as negociações a esse respeito até a convenção partidária que acontece em junho.

Meu nome foi indicado pelo partido para compor a chapa com o governador Luiz Fernando Pezão, pré-candidato à reeleição ao Governo do Estado. Isso me coloca numa posição de grande responsabilidade, como representante do PDT nessa empreitada.

Com isso, firma-se um novo cenário diferente do qual vínhamos traçando desde que deixei oficialmente a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca (a Sedrap), e reassumi minha cadeira na Alerj, na expectativa de vir candidato a deputado.

Quero dizer que esse resultado é a continuidade de um compromisso assumido há quatro anos, quando fui eleito deputado estadual e, pouco depois, quando assumi a Sedrap, de poder fazer mais por Niterói e pelo nosso estado. A chance de seguirmos adiante com nosso trabalho em benefício da população.

Essa projeção não era algo que pensava de imediato, confesso. Meu objetivo, como disse há pouco, era vir como deputado federal, no intuito de, assim, poder fazer ainda mais por Niterói. Mas, se nesse momento, o PDT sente a necessidade de que meu nome faça parte dessa chapa majoritária, estou pronto para encarar mais este desafio.

A candidatura de Pezão é muito importante para dar continuidade aos avanços que vivemos nos últimos anos em nosso estado, e o nosso partido reafirma sua crença nesse companheiro.

Reassumo o compromisso de defender as bandeiras do PDT e de Leonel Brizola, como sempre fiz ao longo da minha trajetória na política desde a infância, quando aos nove anos fundei o Comitê Mirim. Posso dizer com orgulho que o PDT faz parte da minha vida.

Este será, claro, um desafio muito maior. Mas seguirei firme honrando o histórico de lutas, conquistas e ideais de Brizola e do PDT. Um partido que fez história no Estado do Rio de Janeiro, sempre ao lado do povo trabalhador.

Na torcida pelo Araribóia Rock

Essa os amantes do rock vão curtir! O Festival Araribóia Rock, que desde 2005 agita Niterói com o melhor das bandas locais de rock, foi indicado ao Prêmio de Cultura do Governo do Rio de Janeiro.

O Festival Araribóia Rock faz parte da rede nacional de Festivais Brasileiros Associados (FBA) e se mantém como um dos principais festivais de rock independentes do país.

Sou apoiador do Araribóia Rock desde o início quando o meu amigo e produtor cultural Pedro de Luna, idealizador do projeto, me procurou. Sempre concordamos que nossos artistas precisavam de uma oportunidade para mostrar seu trabalho.

É por isso que sempre divulgo seu trabalho à frente do movimento. Claro que não seria diferente agora. E me orgulho do seu sucesso. Até hoje passaram pelo palco do festival mais de 70 bandas, inclusive de outros estados e uma norte-americana.

A edição de 2012 que marcou os oito anos do festival e a que mais reuniu artistas, 20 no total, realizada no Teatro Popular de Niterói, foi indicada à premiação que acontece em maio, no Parque Lage, no Jardim Botânico. Estou na torcida!