Museu do Trem apresenta a exposição “O Rio Grande na era dos trens”

Está em cartaz, até o dia 29 de novembro, no Museu do Trem, a exposição “O Rio Grande na era dos trens” com registros dos fotógrafos José Abraham e Alfonson Abraham, pai e filho.

Durante os anos de 1950 a 1980, a dupla acompanhou a trajetória das máquinas que levaram o progresso ao Rio Grande do Sul, desde as oficinas que produziam as peças de reposição até a última Maria Fumaça que rodou os trilhos entre as cidades de Bagé e Rio Grande.

Recomendo a todos que visitem o Museu do Trem e confiram a exposição. É uma interessante viagem no tempo, que remete a uma época em que o trem era o principal meio de transporte tanto de cargas como de passageiros.

Fundado em 1984 e fechado desde 2007, quando o prédio foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o Museu do Trem reabriu suas portas esse ano e merece ser visitado pelos cariocas.

Este é o único museu dedicado ao trem no Estado do Rio de Janeiro e o único espaço cultural do bairro do Engenho de Dentro, na Zona Norte. Desde julho do ano passado essa reabertura vinha sendo muito reivindicada por antigos funcionários da Rede Ferroviária Federal (RFFSA) e por todos aqueles interessados na memória do transporte ferroviário.

O Museu do Trem fica na Rua Arquias Cordeiro, 1046, no Engenho de Dentro. A visitação acontece de segunda a sexta, das 10h às 16h, com entrada franca. Vamos prestigiar!

Rio recebe de volta o Museu do Trem

O Museu do Trem, em Engenho de Dentro, no Rio, reabriu suas portas no início do mês. Fundado em 1984, o enorme galpão abriga quase 160 anos de história das ferrovias e locomotivas brasileiras. Fechado desde 2007, quando o prédio foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a cidade recebe de volta um espaço que merece ser visitado pelos cariocas.

O acervo do museu conta com mais de mil itens. Cerca de 150 peças, entre relíquias como a Baroneza, a primeira locomotiva que circulou no país, em 1854, e o vagão oficial da presidência da república, usado por Getúlio Vargas, em 1930, estão expostas ao público no mesmo terreno onde, no passado, funcionava a sede da Rede Ferroviária Federal (RFFSA).

Desde julho do ano passado, a reabertura do espaço vinha sendo reivindicada por antigos funcionários da RFFSA e também pelos interessados na memória do transporte ferroviário. Este é o único museu dedicado ao trem no Estado do Rio de Janeiro e o único espaço cultural do bairro que, recentemente, perdeu sua atração mais famosa, o Engenhão, interditado pela prefeitura por problemas estruturais.

A visitação acontece de segunda a sexta, das 10h às 15h, com entrada franca. Para agendar visitas, os interessados podem telefonar para (21) 2233-7483. O Museu do Trem fica na Rua Arquias Cordeiro, 1046, no Engenho de Dentro. Vamos prestigiar!