Niterói em alta na mídia

Seja no cinema, na TV ou na internet, Niterói vem servindo de cenário para um número cada vez maior de projetos audiovisuais. Bom exemplo é o destaque mais recente das telonas brasileiras, o filme Minha mãe é uma peça, protagonizado pelo ator niteroiense Paulo Gustavo, que levou nada menos que 4,6 milhões de pessoas às salas de cinema este ano e provou que nossa cidade pode ser inspiração para qualquer produção de sucesso.

Bom exemplo também é a web série De repente, amor!, produzida exclusivamente para a internet, com o intuito de mostrar a rotina de Niterói que as pessoas estão acostumadas a ver, tendo como locação os bairros de Boa Viagem, Icaraí e Itacoatiara. Até a semana passada, os seis episódios colocados na rede já contabilizavam mais de cinco mil visualizações. O último da temporada será exibido no dia 4 de janeiro.

Outro projeto que tem Niterói como cenário é o canal de humor Vamo que vamo, disponível no youtube, criado por quatro atores niteroienses. O canal tem dois mil espectadores inscritos e os 15 vídeos já exibidos somam mais de cem mil visualizações. Inclusive, o programa exibe uma série chamada Jeitinho de Nikity que brinca com o cotidiano e as peculiaridades da cidade de um jeito único.

Há ainda um projeto em fase de conclusão de curta-metragem do cineasta Paulo Ballard, sobre a história de Niterói. Do lado de cá mostra, de forma bem humorada, situações das mais diversas vividas pelos moradores e mostra que nossa cidade tem muito a oferecer em entretenimento. O lançamento está previsto para março.

Fico feliz pelo espaço que Niterói está conquistando na mídia. Nossa cidade tem uma paisagem tão inspiradora como qualquer outra e merece essa notoriedade. Sem falar, que ganhamos com o turismo local. Niterói tem uma bela história que merece ser contada. E prestigiada.

A ocupação das comunidades de Niterói e a segurança dos moradores são necessidades urgentes


A chegada dos 400 policias anunciados pelo secretário de Estado de Segurança, José Mariano Beltrame, para atuar em Niterói é uma resposta positiva às muitas manifestações realizadas pelos moradores em busca de mais segurança para nossa cidade.

Esses homens do Comando de Operações Especiais (COE), entre eles agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do Batalhão de Policiamento de Choque (BPChq) estão no Complexo do Estado, que compreende os morros do Arroz e Chácara, na região central, e o Morro do Palácio, no Ingá.

A ocupação deve durar até a próxirma semana, quando os policiais devem deixar os morros de Niterói para dar lugar aos agentes do 12º BPM, que vão reger a operação. 70 homens serão enviados e manterão um esquema de escala diversificado, mantendo um mesmo quantitativo em cada comunidade.

Os agentes do COE estão posicionados em uma base instalada no antigo imóvel do Departamento de Policiamento Ostensivo (DPO), no Morro do Estado, e em uma base móvel no Morro do Palácio. Além das ocupações, há outros planos de policiamento já em andamento, como as duplas de policiais circulando nas ruas.

A previsão é que tão logo devem ser instaladas as bases provisórias no antigo local do Grupamento de Policiamento em Áreas Especiais (GPAE), no Morro do Estado. Já no Palácio, a base será implantada perto do campo de futebol que fica no alto da comunidade.

Em uma das muitas audiências públicas realizadas na Câmara para debater a segurança de Niterói, recebi dos moradores um documento que relatava o aumento de violência em Pendotiba. Logo em seguida entreguei, em mãos, essa relação ao governador Sergio Cabral e pedi providências.

Esse, sem dúvidas, é mais um importante passo para o processo de pacificação do Estado do Rio. Um ganho não só para quem vive nessas comunidades, mas para todos que vivem também no entorno dos morros. Um ganho para Niterói. Uma necessidade urgente.

Estamos na reta final do recadastramento biométrico

Estamos há poucos dias .para o término do prazo do recadastramento biométrico em Niterói. Até o dia 31/10, aqueles que ainda não regularizaram sua situação, devem procurar o posto de atendimento mais próximo, munidos com identidade, comprovante de residência, título de eleitor e o CPF.

Importante lembrar que o recadastramento é uma determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e, nas urnas, o sistema vai substituir o título de eleitor. Quem não comparecer até a data de encerramento, não poderá votar em 2014 e terá o documento automaticamente cancelado. Não poderá tirar passaporte e CPF, nem prestar concursos públicos e obter empréstimos em bancos oficiais.

Desde abril, a medida do recadastramento biométrico está sendo realizada em diversos pontos estratégicos da cidade. No Ginásio Caio Martins, o atendimento acontece de segunda à sexta, das 9h às 17h, e aos sábados, das 9h às 14h. No Fórum da Região Oceânica, o serviço é oferecido das 11h às 18h. A Central de Atendimento ao Eleitor (CAE), no Centro, funciona durante a semana das 11h às 19h.

Tem ainda o atendimento realizado no Centro Cultural da Justiça Eleitoral, no Centro do Rio, que acontece também de segunda à sexta, das 11h às 19h. Para agilizar o processo, dois ônibus do Tribunal Regional Eleitoral (TER) do Rio de Janeiro ficarão à disposição dos eleitores no Horto do Barreto até o dia 31. O atendimento vai acontecer de segunda à sexta, das 9h às 17h.

No próximo ano, vamos eleger novos governantes para o Brasil. Não deixe de participar do processo de recadastramento. Não perca o direito de exercer a sua cidadania.

O sucesso de mais um Festival Gastronomia do Mar

Neste domingo (29) encerramos mais uma edição do Festival Gastronomia do Mar. Ao longo desses nove dias, foram 70 restaurantes que participaram do circuito com renomados chefs preparando pratos especiais e exclusivos. Esse ano a grande novidade é que levamos o festival para Copacabana.

Fico feliz com a boa aceitação do Festival em Niterói. O projeto nasceu aqui, na cidade, pela sua vocação histórica e natural, e tem o objetivo de informar sobre a importância do peixe na refeição do dia a dia e cultivar a cultura do consumo do pescado no Estado.

Niterói está se tornando um importante polo gastronômico no Estado ao mesmo tempo em que mostra que a pesca na cidade se destaca como fator relevante para muitas famílias que vivem dessa atividade.

Quero agradecer a todos que deram seu máximo para tornar possível a 3ª edição do Festival Gastronomia do Mar. Entre eles, integrantes da Fiperj e da Secretaria de Desenvolvimento Regional. Aos nossos patrocinadores Kolore Comunicação Visual e Casa Valduga, à C Comunicação pela logística da produção e organização, e o apoio da Prefeitura de Niterói.

Um agradecimento aos chefs Joachim Koerper, Bruno Marasco, Zela Brum, Roland Villard, Frederic Monnier, Silvia Paludo, Adrianne Balassiano, Ricardo Lapeyre, Alexandre Henriques e Federico Tagliabue. À sommelière Deise Novakoshi, ao enólogo João Valduga e o mixologista Bruno Simões.

Por fim, o meu muito obrigado especial a todos que prestigiaram o Festival Gastronomia do Mar. Vocês são os maiores beneficiados pelo consumo dos frutos do mar. Os responsáveis por mais este sucesso!

Projeto para o Centro precisa ser da cidade e não das empreiteiras!

No próximo dia 16 de julho, a Câmara de Vereadores fará uma nova audiência pública para debater o projeto da Operação Urbana Consorciada, que pretende mudar significativamente a paisagem urbana no Centro da cidade, permitindo inclusive a construção de prédios de até 40 andares.

A questão central, no entanto, não é ainda o projeto em si, mas a forma açodada e sem a adequada transparência com a qual ele chegou à Câmara Municipal. Ele não foi elaborado com a participação das pessoas, como o Estatuto das Cidades exige. Nem mesmo surgiu dos quadros técnicos da Prefeitura.  Este projeto é um “presente” que as maiores empreiteiras do Brasil estão oferecendo “gratuitamente” a Niterói.

Não pretendo aqui polemizar sobre as intenções que podem estar por trás disso, mas a suspeita fica clara quando somos confrontados com um projeto desse nível sendo apresentado como algo que não possui tempo para ser debatido. Os benefícios para a cidade não estão claros. Inclusive, não estão previstos em qualquer plano do Município. Nem no Plano Diretor, nem no Plano de Transportes. Pouca coisa neste projeto está clara.

Chama a atenção o fato de que isso acontece no mesmo momento em que a população brasileira está indo às ruas exatamente contra esse tipo de prática política. O projeto guarda uma complexidade grande e precisa de tempo e de insumos profundos para que possa ser compreendido e receber contribuições da sociedade.

Instrumentos com as Operações Urbanas e a utilização de Certificados de Potencial Adicional, são ferramentas importantes, e não podem ser maculadas por processos que não compartilham do espirito democrático e participativo do Estatuto das Cidades.

A população precisa ser informada e deve se dar o tempo para que se possa contribuir, num processo colaborativo, seguindo os princípios do Estatuto das Cidades e do nosso Plano Diretor. Somente assim é que poderemos de fato dizer que o projeto é da cidade, e não das empreiteiras.

Se a Prefeitura de Niterói agir com sabedoria, ela retirará o projeto de pauta para iniciar um processo de discussão com todos os moradores. É a única atitude sensata no atual momento.

 

Um ano sem Eva Ramos

Hoje (21/06) faz um ano que perdemos Eva Ramos, uma das fundadoras do PDT.  Pessoa dedicada, que eu tive o enorme prazer em conhecer, ainda na época do Comitê Mirim, e tenho muito orgulho disso. Ela era referência, acredito que não só minha, mas de muitos que a conheciam.

Foi embora, assim como, Brizola, Darcy Ribeiro, João Sampaio e muitos outros do nosso partido, mas deixou sua marca na política. Nos ensinou a fazer política com respeito, ética e coerência, é assim que vamos seguir.

Eva fez parte de importantes conquistas políticas para nosso país. Ocupou o cargo de chefe de gabinete da Prefeitura de Niterói, além de ter sido titular das pastas de Administração e Assistência Social. Com Darcy Ribeiro, coordenou a campanha de Brizola para a Presidência da República e esteve à frente das campanhas estaduais e municipais do partido.

Saudades.

Eleição biométrica em Niterói

Começa a partir do dia 29, o recadastramento das digitais para o primeiro teste das eleições biométricas em Niterói, que já valem para o ano que vem. A medida é uma determinação da ministra presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Cármen Lúcia, e deve ser implantada em todo o território nacional até 2016.

O leitor biométrico é um aparelho que reconhece a impressão digital da pessoa. Nas urnas, esse sistema vai substituir o título de eleitor. Quem não adotar o novo sistema, segundo o TSE, não poderá votar em 2014 e terá o título automaticamente cancelado.

Votar é um exercício de cidadania e, por isso, é importante ficarmos atentos ao prazo, que se encerra no dia 31 de outubro. Foram escolhidos dois locais para o recadastro: o ginásio do Caio do Caio Martins, em Icaraí, de segunda à sexta, das 9h às 17h, e o Fórum da Região Oceânica, em Pendotiba, das 11h às 18h.

O eleitor precisa levar documento de identidade, comprovante de residência, o título e o CPF.

Histórias do cinema de Niterói

Semana passada aconteceu, na Livraria Icaraí, o lançamento do livro ‘Cinematographo em Nictheroy – História das salas de cinema em Niterói’ do professor do curso de Cinema da UFF, Rafael de Luna Freire.

Rafael é irmão do meu amigo, o produtor cultural Pedro de Luna, um dos fundadores do Arariboia Rock, que apoio desde 2004, quando o movimento surgiu.

No livro, Rafael faz um estudo sobre o papel do cinema em Niterói desde o século XIX até os dias de hoje. Fala sobre a história das salas de cinema de Niterói e como elas acompanharam as transformações sociais, urbanas e comportamentais da cidade.

Um dos pontos abordados por Rafael é a trajetória de aberturas e fechamentos das salas de cinema da cidade como o Cinema Icaraí, por exemplo. Eu acompanhei de perto esse impasse.

A luta dos defensores pela manutenção do cinema e pela manutenção da sua arquitetura é antiga. Lembro que, enquanto vereador, fui o único a ir contra o projeto de lei que previa o destombamento parcial do prédio e somente com a intervenção do Inepac, em 2008, do qual fui forte apoiador, conseguimos garantir o tombamento.

‘Cinematographo em Nictheroy’ foi lançado pela Editora Niterói Livros e está à venda nas livrarias da cidade. Sem dúvidas, é uma ótima dica de leitura aos apaixonados por cinema.

Mais ações para o Parque Estadual da Serra da Tiririca

Incentivar a visitação e a prática de atividades ambientais são algumas das ações que deverão acontecer este ano no Parque Estadual da Serra da Tiririca. A ideia é criar um Centro Cultural para que turistas e moradores tenham acesso à arte, fotografia e filmes relacionados ao meio ambiente, com foco na educação ambiental.

Uma série de melhorias já foram realizadas na infraestrutura do parque para receber melhor seus visitantes. E, no primeiro trimestre do ano, vamos ter inaugurada a  Unidade de Polícia Ambiental (UPAm), que vai cobrir toda a área de Niterói e Maricá.

A organização da estrutura do parque é fundamental, também, para oferecer boas condições para a prática do ecoturismo na região, facilitar o trabalho de fiscalização e ajudar na preservação ambiental da área.

A questão da preservação ambiental, inclusive, é um tema recorrente no meu blog. Sempre defendi projetos e ações ligadas à área verde de Niterói. Sou autor, por exemplo, da lei que propõe a criação da Área de Proteção Ambiental da Água Escondida (APA).

É de minha autoria, também, o projeto de lei que propõe o tombamento da Chácara do Vintém, no Bairro de Fátima, que guarda o primeiro manancial de água potável da cidade.

O Parque Estadual da Serra da Tiririca é muito querido pelos niteroienses e sua conservação é um ato de cidadania.

Agenda Felipe Prefeito 12 – 03/08

Acompanhe minha agenda desta sexta (03)

08h – Reunião com Equipe de Comunicação

14h – Gravação de Programa Eleitoral

18h – Missa de Sétimo Dia do doutor Mário Picanço – Capela do São Vicente de Paulo, em Icaraí

19h – Corpo a corpo na Moreira Cesar

20h30 – Reunião com eleitores do candidato a vereador João Carlos, em Icaraí

21h30 – Festa junina no Cafubá – Rua 415, em companhia do candidato a
Vereador José Vicente

22h30 – Aniversário no Bar Itália – Charitas

No sábado (04), às 09h30 tem caminhada e encontro com eleitores do Cubango e Viçoso Jardim. O ponto de encontro é no Trevo de Viçoso. Domingo (05), às 09h tem caminhada e encontro com eleitores do Viradouro e Beltrão. Ponto de encontro no final da Rua Mario Vianna no ponto final do ônibus 53.

Rumo à vitória!

Um abraço,
Felipe Peixoto