Policiamento Ambiental na Serra da Tiririca

Até o fim de janeiro, deve ser inaugurada no Parque Estadual da Serra da Tiririca, a Unidade de Polícia Ambiental (UPAm). O novo patrulhamento ambiental funcionará 24 horas e contará, de início, com 22 policiais para cobrir a área de Niterói e Maricá.

A base operacional terá alojamento, rancho e um telefone para denúncias, e as principais ações serão, por exemplo, de combater o desmatamento, a exploração ilegal de areias, invasões, queimadas e o tráfico de animais silvestres.

O parque protege áreas de Mata Atlântica, restinga, costões rochosos, mangue e banhados. Devido a essa vasta biodiversidade, desde 1992, a área é considerada pela Organização das Nações Unidas (UNESCO) como Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.

Proteger esse espaço vai além de manter a flora e a fauna que a compõe. O Parque Estadual da Serra da Tiririca é muito querido pelos cidadãos de Niterói e Maricá e a organização da estrutura do parque é fundamental para oferecer boas condições para a prática do ecoturismo na região, facilitar o trabalho de fiscalização e ajudar na preservação ambiental da área.