Prefeitura de Niterói estuda ampliar Estrada da Garganta

Mais uma indicação do projeto Lerner tem grandes chances de ser realizada. Segundo reportagem do jornal O Fluminense, na semana que vem, a Prefeitura de Niterói vai iniciar o estudo técnico visando o alargamento Estrada da Garganta em Santa Rosa.
A estrada é bastante utilizada na hora do rush como rota alternativa para quem mora em Pendotiba e na região Oceânica. Porém a via é íngreme, sinuosa, conta apenas uma pista para a subida e a descida e faz parte do itinerário de diversas linhas de ônibus o que deixa o trânsito lento. Nos horários de pico, o congestionamento chega ao final a Rua Mário Viana, prejudicando a rotina dos moradores que moram na região.
O alargamento anunciado será realizado no trecho mais estreito e mais arriscado que consiste numa extensão de 800 metros. A obra não só vai melhorar o fluxo da subida, como também a segurança dos motoristas.
A notícia é muito bem-vinda e espero que a complexidade da obra não a impeça de sair do papel.

Projeto Lerner enfim sai do papel

Fiquei muito feliz ao retornar de viagem e encontrar o início das obras do mergulhão entre as avenidas Marquês de Paraná e Amaral Peixoto. A passagem vai melhorar a fluidez do trânsito naquela região que sofre com os engarrafamentos diários e é parte importante do Projeto Lerner do qual sou entusiasta.

Essa é primeira grande obra a ser executada que é sugerida no projeto. Mas a execução do conjunto de propostas continua sendo importante e não pode ser esquecida. As mais significativas são as que organizam o sistema de transporte público de Niterói. É preciso criar corredores de ônibus, construir os terminais e reorganizar os itinerários, criando, inclusive, novas linhas. A cidade precisa ter um transporte coletivo de qualidade e funcional onde a sustentabilidade no trânsito seja o objetivo maior.

Boas Notícias para Niterói (parte 2)

Continuando com as novidades, o vice-governador Pezão também pediu o Projeto Charitas X Piratininga para tentar incluí-lo no PAC Mobilidade do Governo Federal.

A parceria entre os governos Federal, Estadual e Municipal poderá ser a solução para o entrave à construção do túnel que prevê desafogar o trânsito entre o Centro e a Região Oceânica. A abertura do túnel também foi incluída no Projeto Lerner como provável rota dos ônibus de integração.

Entretando, existe uma limitação para sua inclusão no PAC da Mobilidade. O Programa visa atender cidades com população superior a 700 mil habitantes. Mas, Niterói possui cerca de 487 mil moradores. Mesmo assim, Pezão ficou de ver como poderia encaminhar isso. Vamos torcer!