Somos todos agentes transformadores da nossa história

Frequentemente recebo pedidos de moradores de Niterói para ajudar a solucionar problemas da cidade. Agora, como deputado eleito e secretário estadual, também recebo solicitações de pessoas de outras cidades. Mas a maioria delas continua vindo da minha cidade natal.

Muitos reclamam da morosidade das instituições municipais em executar projetos já aprovados. Sempre me comprometo a averiguar a situação. Mas quando a resposta de alguma delas chega, não atende às expectativas dos cidadãos. Concordo. Certas explicações irritam quem espera há tempos.

Quando há possibilidade, me ofereço para agendar uma reunião com os responsáveis por essas instituições a fim de intermediar os pedidos, desde que sejam organizadas comissões com outros interessados no tema para colocar pressão. Então, vem a parte triste. As pessoas se mostram incrédulas e desmotidas com a política e desaparecem.

Muitos brasileiros não acreditam em políticos. Reclamam que eles somem depois das eleições, que nada é feito enquanto estão no poder. Precisamos parar de procurar culpados e nos tornarmos agentes transformadores da nossa história. Política não se faz só em época de eleição, mas no dia a dia. As pessoas devem sempre lutar por seus direitos.

Como representante do meu eleitorado, minha função é cobrar, propor soluções e ser um canal onde a população pode procurar apoio para suas demandas. E isso tenho feito. Mas como diz o ditado “uma andorinha não faz verão”. Pouco conseguiremos sem a pressão dos eleitores. Mesmo assim faço a minha parte e convoco a todos para seguirem nessa caminhada.

Estou em contato permanente com as pessoas através do Facebook, Twitter, Orkut e pelo e-mail felipepeixoto@felipepeixoto.com.br. Além, claro, deste blog onde existe o link Participe da Transformação onde é possível contribuir com ideias para o mandato.